10 coisas que você precisa saber antes de procurar um psicólogo

Está pensando em fazer terapia? Não tem certeza se quer? Não sabe o que fazer ao chegar na frente de psicólogo? Aqui está uma ajudinha.

  1. Falar melhora tudo.

De frente para o terapeuta você tende a falar coisas sobre a sua vida, as quais não conseguiria falar para nenhuma outra pessoa. E depois que você percebe que aquela pessoa não vai te julgar moralmente por nada que você disser, tudo fica mais fácil.

  1. Não sabe o que falar? Escreva

Escrever é uma ótima forma de organizar os pensamentos. Se não souber o que dizer ou por onde começar escrever é um ótimo exercício. E comumente terapeutas podem requisitar que você escreva algumas coisas.

  1. O terapeuta vai perguntar porque você quis fazer terapia

Por incrível que pareça, muitos são pegos desprevenidos por essa. Então pense no que te levou a buscar ajuda profissional.

  1. A vida anda muito corrida?

Se você trabalha, estuda, cuida dos filhos, tem hobbies e amigos… A vida estará corrida, e o estresse será grande. Mas a terapia também te ajuda com isso. Organização e formas de lidar com o estresse são tópicos tratados com psicólogo também.

  1. Algumas situações só se resolvem com terapia

Como eu sempre digo: há um remédio para se sentir mais feliz, há um remédio para dormir, e há até um remédio para acalmar seu filho. Mas não tem remédio para notas ruins na escola, ou para um casamento falido. Algumas situações só podem ser resolvidas com psicoterapia. As mudanças são trabalhosas, mas são duradouras. Não se engane achando que problemas emocionais serão facilmente resolvidos sem ajuda profissional.

  1. É difícil enxergar os benefícios práticos da terapia

Por isso se considera a terapia desnecessário ou ineficaz. Enquanto psicólogo entendo quem diz que “não precisa” ou “terapia não é pra mim”. Os benefícios são difíceis de perceber, afinal como um estranho pode me ajudar nas minhas questões mais íntimas?

Psicólogos são treinados para tratar das suas emoções, assim como outros estranhos são treinados para fazer tratamentos nos seus dentes, nas suas articulações e até no seu cérebro.

  1. O terapeuta não vai arrancar cosias de você

O terapeuta sabe quais são os assuntos que você pode ou consegue falar sobre. Você não será obrigado a revelar seus segredos mais profundos logo na primeira sessão. Tudo virá naturalmente e com o tempo. É necessário um vínculo entre cliente e terapeuta para que o cliente fique confortável e o terapeuta consiga intervir.

  1. Muitos terapeutas interagem com os clientes

Não é incomum terapeutas interagirem bastante com seus clientes. Aquela imagem caricata de terapeuta estático e não reativo nem sempre (ou raramente) corresponde à realidade.

  1. A terapia não acontece só no consultório

Não basta comparecer à sessão, e ao sair deixar todos os problemas lá e só retomá-los na semana seguinte. É necessário pensar sobre o que foi dito, elaborar todos os pensamentos, tudo o que você expos e tudo que o terapeuta falou ou perguntou.

  1. Esteja disposto a mudar

Não adianta você pagar um psicólogo e se dirigir até o consultório, se não estiver disposto a fazer as coisas de forma diferente. Assim como não adianta pagar a academia e simplesmente se deslocar até lá diariamente. Você precisa fazer mudanças dentro e fora da terapia (e da academia) para conseguir os resultados que deseja.

Agora que já sabe o que é necessário para a terapia e como se preparar para ela, pode entrar em contato caso busque atendimento psicológico.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s