A gente só busca quando não tem

O que mais queremos não será suficiente. O suficiente e pleno não pode existir, o pleno significa a morte do desejo, e a morte do desejo significa a morte do sujeito. Só se para de desejar quando morre.

É isso mesmo, no fim nascemos pra desejar, buscar na falta, no que não tem ou no que não pode. Buscamos quando frustrados, buscamos quando incompletos, ou buscamos o que causa culpa! Não tem jeito, sempre vai ter algo incomodando.

A gente busca o que não tem, porque quer ter. Mas mesmo quando temos, passamos a querer algo diferente, que não temos também. Quando temos algo não buscamos mais aquilo, mas buscamos outra coisa. Vai sempre ter algo faltando e a vantagem é saber disso!

Saber disso, que não haverá satisfação ou plenitude, nos permite deixar de olhar pro fim, pra finalidade, e olhamos pro meio, pro caminho, pra busca. No fim a gente vê que o o meio era tudo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s