O algoritmo sabe da sua repetição

Quando você busca alguma coisa ela fica reaparecendo para para você. E quando você quer algo ele já está lá disponível. Antes mesmo de você buscar algo pode ser que ele já apareça pra você. Seu desejo é conhecido, mas não por você mesmo.

O algoritmo decifra sua falta, e reitera seu sintoma, ele oferece algo para preencher o vazio que você tem. O algoritmo não sabe bem onde falta, mas sabe o que você vai tentar usar pra preencher.

O mundo virtual é interessante porque traz objetos de desejo constantemente. E por mais que não sejam respostas para uma vida satisfatória, são respostas para instantes satisfatórios. Os desejos são realizados freneticamente graças ao algoritmo.

Não há autoconhecimento, nem sequer há conhecimento nessa relação, só há desejos que se realizam e morrem rapidamente. Há um vazio que não se sustenta, e que é contorcido para tentar suportar todo tipo de objeto na vã tentativa de preenchimento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s