Para psicólogos

ORIENTAÇÃO

A orientação para psicólogos é uma prática necessária a todo profissional e indispensável no início da carreira. O objetivo é oferecer informações aprendizado técnico para o acompanhamento e manejo de pacientes. Enquanto na psicoterapia o objetivo é lidar com os problemas pessoais, na orientação o profissional psicólogo busca não lidar com as próprias questões, mas com as questões dos seus pacientes. O psicólogo, assim como qualquer outro profissional, precisa de suporte dos profissionais mais experientes para se desenvolver melhor na profissão.

A orientação oferece informações para que o psicólogo consiga se organizar frente às questões que os pacientes demandam, e o acompanhamento traz o olhar de outro profissional de forma a supervisionar a melhora dos pacientes do supervisionando.

O psicólogo nem sempre está apto a lidar com toda e qualquer questão que surge no seu consultório. Cada atendimento é também um aprendizado. E com certeza um auxílio profissional melhorará e muito a qualidade dos seus atendimentos.

A supervisão não serve para tratar de questões pessoais do psicólogo, para isso o psicólogo deve procurar fazer a sua própria psicoterapia, que é FUNDAMENTAL para que consiga proceder nos seus atendimentos. É inaceitável que um psicólogo não tenha passado por uma experiência de análise terapêutica como paciente antes de se tornar profissional. Se você não faz psicoterapia não adianta fazer supervisão.

 

PSICOTERAPIA

Área de trabalho mais característica do psicólogo, e a prática à qual todo psicólogo deve se submeter antes de praticar a profissão. É um processo que visa resolver problemas psíquicos, emocionais ou comportamentais também do próprio profissional. O psicólogo também é humano e precisa dos mesmos cuidados que seus pacientes.

CONSULTORIA

Psicólogos também contratam outros psicólogos para consultoria a respeito da própria carreira, da sua forma de divulgação, de como capta clientes, etc. Os psicólogos também têm questões sobre mercado, oferta e procura. Como qualquer outra profissão é um campo com concorrência, e cheio de maus profissionais que buscam ganhar pacientes pelo preço.

Psicólogo não deve ser marketeiro, não deve investir mais em propaganda do que na própria formação. Mas deve aparecer de alguma forma nas redes sociais e nas instituições locais próximas de onde atende. O psicólogo marketeiro é aquele que tem alta desistência de pacientes após 2 ou 3 meses de terapia, já que ele consegue interessados, mas não entrega um serviço de tão boa qualidade.

Se você, psicólogo, não faz psicoterapia, não investe em supervisão e estudos, pouco vai resolver investir tanto em propaganda e marketing. É preciso manter os pacientes que aparecem em tratamento antes de buscar novos pacientes.